Zoneamento Geoecológico como Instrumento para o Planejamento e Gestão Ambiental da Ilha do Príncipe

  • Lúcio Correira Miranda Universidade Federal do Pará
  • Edson Vicente da Silva Universidade Federal do Ceará
  • Adryane Gorayeb Universidade Federal do Ceará
  • Francisco Davy Braz Rabelo Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Zoneamento Geoecológico, Gestão Ambiental, Ilha do Príncipe

Resumo

Este trabalho teve como objetivo identificar e caracterizar as unidades geoambientais da Ilha do Príncipe, compreendendo as suas susceptibilidades, almejando subsidiar as estratégias de gestão local integrada. Com base nas orientações teóricas e metodológicas da Geoecologia das Paisagens, constitui-se um estudo holístico e integrado, que venha a incentivara gestão ambiental, interações dialógicas entre as diferentes esferas da sociedade. Para o alcance do objetivo proposto, além do levantamento bibliográfico e cartográfico, procederam- se levantamentos de campo e aplicação do geoprocessamento para a qualificação do estado da paisagem. Deste modo, foram identificadas 12 unidades geoambientais: Praias Arenosas (0,34 km²); Planícies Litorâneas (4,94 km²); Planícies Estuarinas (0,58 km²); Platôs (23,81 km²); Ilhéus (0,76 km²); Rochedos Semisubmersos (0,08 km²); Costões Rochosas (1,32 km²); Encostas Onduladas (30,29 km²); Encostas Sopedâneas (9,58 km²); Encostas Íngremes (23,78 km²); Encostas Fortemente Íngremes (44,16 km²) e Domos Rochosos (0,56 km²).

Publicado
2018-08-08
Como Citar
MirandaL. C.; da SilvaE. V.; GorayebA.; Braz RabeloF. D. Zoneamento Geoecológico como Instrumento para o Planejamento e Gestão Ambiental da Ilha do Príncipe. Revista Eletrônica Casa de Makunaima, v. 1, n. 1, p. 131-143, 8 ago. 2018.